Centro de Operações da Marinha de Angola é treinado para usar a plataforma YARIS

0
164

[Luanda, 22 de Outubro de 2021] O Chefe da Direcção de Operações da Marinha de Guerra Angolana (MGA), Vice-Almirante MANUEL FERREIRA DE JESUS, presidiu à cerimónia de encerramento do programa de formação avançada da plataforma YARIS (Yaoundé Architecture Regional Information System), na presença dos Oficiais, altos representantes da União Europeia e França e Oficiais do Ministério da Defesa Nacional e Veteranos da Pátria. A cerimónia de formatura decorreu na Sala de Conferência Comandante “ORLOG”, sito na Base Naval de Luanda, no dia 22 de Outubro, às 10h00´. Descarregar o comunicado de imprensa

A segurança marítima de Angola é coordenada pelo Centro de Operações Marítimas da Marinha de Guerra Angolana (MGA). O MOC Angola é um órgão de interesse operativo, encarregue da monitorização ininterrupta de todos espaços Marítimos da República de Angola contra as violações da Soberania Nacional, as transgressões administrativas aduaneiras e pesqueiras, assim como garantir a interligação entre os diferentes sectores ligados no mar. Para o efeito, funciona em estreita colaboração com o Grupo Multissectorial para Vigilância e Fiscalização Marítima, constituído por 14 Ministérios e agências com interesse marítimo.

Os oficiais e operadores da Marinha de Angola MOC viram as suas competências aumentadas graças à implementação da plataforma YARIS (Yaoundé Architecture Regional Information System). Esta plataforma destina-se a partilhar informação de interesse marítimo e a facilitar a coordenação das operações marítimas. Foi desenvolvido através de uma parceria entre o projeto europeu GoGIN e funcionários da Yaoundé Architecture (YA), com o apoio da União Europeia. Desde janeiro de 2021, 24 centros marítimos zonais e nacionais em Benin, Camarões, Cabo Verde, Congo, Costa do Marfim, Gabão, Gâmbia, Gana, Guiné, Nigéria, Senegal, São Tomé e Príncipe e Serra Leoa têm recebido apoio no uso do plataforma YARIS . Hoje é a vez dos centros de vigilância marítima em Angola beneficiarem deste apoio.

De 11 a 22 de outubro, vinte e um participantes que trabalham no MOC receberam uma formação avançada em YARIS, ministrada por uma equipa mista formada por instrutores GoGIN e CRESMAC.

O objetivo deste treinamento presencial é permitir que a equipe do centro use o YARIS em um contexto operacional. No caso do MOC angolano, o enfoque foi tanto na apresentação do conjunto de funcionalidades do sistema como no apoio aos centros para integrarem esta ferramenta nos seus próprios procedimentos operacionais. Os participantes receberam cenários fictícios sobre diferentes temas (poluição, SAR, pesca IUU, pirataria, tráfico de pessoas) para praticar o compartilhamento de situações, apropriando-se do YARIS e medindo seu desempenho nas missões diárias.

O Comandante Sebastião António Gregório, Chefe do MOC Angola, movido pelo sentimento de satisfação, valorizou o empenho dos órgãos que têm mostrado disponíveis em prestar todo apoio em termos de formação contínua e capacitação do pessoal afecto ao MOC Angola, como sendo, EU GoGIN, CRESMAC, ICC, fazendo com que a formação seja uma prioridade na MGA. Agradeceu também aos formadores, pelo esforço e dedicação demonstrado ao longo da formação.

No mesmo período, este suporte personalizado está sendo implementado por um grupo misto de instrutores (centros GoGIN e YA) na Libéria, RDC, Togo, bem como na MMCC da Zona E; além disso, a plataforma YARIS será usada como principal ferramenta de comunicação durante o próximo exercício do Grand African Nemo liderado pela França.

Partager/Share